Mulheres no Vinho: Prêmio Dona Antónia Adelaide Ferreira será entregue hoje em Vila Nova de Gaia.

Jul 16th 10:00 pm - 10:00 pm

Dona_Antónia_Adelaide_Ferreira-1.jpgMulheres no Vinho: Prêmio Dona Antónia Adelaide Ferreira será entregue hoje em Vila Nova de Gaia.

A partir deste ano, por proposta da Sogrape. foi decidido passar a atribuir dois prêmios, um de Consagração de Carreira” e outro de “Revelação”. Continua presente o propósito de distinguir mulheres que se afirmem pelo seu espírito empreendedor, capacidade de gestão, sentido de serviço público e sensibilidade filantrópica. Por outro lado, de forma ainda mais clara, abre-se também o prêmio a personalidades do mundo universitário, literário, artístico, científico ou da comunicação social. 

O prêmio “Dona Antónia Adelaide Ferreira Consagração de Carreira” continuará a ser atribuído a uma personalidade que tenha demonstrado “no seu percurso de vida uma excepcional adesão a algumas das características pessoais” da Ferreirinha. A vencedora do prêmio Dona Antónia será recompesada com um diploma e uma obra de arte no valor de 5000 euros.

Segundo a Sogrape, são 25 anos a homenageando a vida e obra Dona Antónia Adelaide Ferreira, personalidade fundamental no desenvolvimento da Ferreira em particular, mas do Vinho do Porto e da região do Douro como um todo.

Sobre Dona Antónia: D. Antónia Adelaide Ferreira é, sem dúvida, a primeira referência do seu tempo na capacidade de transformar as então agrestes terras do Douro com solos produtores de vinhos que vieram a ganhar inegável prestígio internacional. 
Mas, bem à frente do que então constituía a agenda das empresas de sucesso, D. Antónia revelou ainda uma sensibilidade social excepcional, promovendo ou apoiando a criação dos hospitais da Régua, Vila Real, Lamego, Moncorvo, bem como fomentando a abertura de inúmeras creches e escolas em toda a região do Douro, então muito pobre. 
Por tudo isto, as pessoas suas contemporâneas, que conheceram o seu excepcional talento, dimensão cívica e exemplo, a tratavam com todo o afeto por “Ferreirinha”. O prêmio visa distinguir mulheres que tenham demonstrado adesão a algumas das características pessoais de D. Antónia. 

No Brasil, no ano de 2001, por ocasião da comemoração dos 250 anos da Ferreira, a Sogrape Vinhos realizou uma importante comemoração homenageando várias personalidades brasileiras, num almoço no restaurante Antiquarius em São Paulo, que reuniu entre outras Chieko Aoki, Hebe Camargo e outras mulheres que se destacaram em vários segmentos da sociedade. Nas palavras de Carlos Cabral, “D. Antónia, senhora à frente do seu tempo, empreendedora, mulher de fibra, em toda a história do vinho do Porto construiu um legado, até hoje inimitável. Sua visão de futuro deu-lhe o justo apelido de “A rainha do Douro”. É sem sombra de dúvidas, a maior personalidade na história do vinho do Porto.

Vamos aguardar para saber quem são as duas premiadas deste ano.

Tags: