Luís Duarte

Por Rui Falcão*

Luis_Duarte.jpeg

Apesar de estar profundamente ligado ao sul de Portugal, ao Alentejo, Luís Duarte tem origem duriense. O seu percurso profissional tem sido marcado pelo pioneirismo, pela capacidade de estar sempre um passo à frente do seu tempo, pela capacidade de arriscar e pela frontalidade e espírito prático com que tem assumido os desafios com que tem sido confrontado. 

Foi um dos primeiros a receber o diploma da licenciatura de enologia da UTAD – Universidade de Trás-os-Montes e Alto Douro, fez parte da equipa que começou com o projecto Esporão, introduziu e desenhou o projecto ambicioso da Herdade dos Grous de que é administrador geral e que gere nas suas diversas vertentes, desde o enoturismo à exploração agrária.

Entretanto, estabeleceu-se como um dos consultores mais respeitados do Alentejo, assistindo em projectos de sucesso empresarial e enológico com os vinhos da Malhadinha ou da Quinta do Mouro, com esses ex-líbris alentejanos apelidados “Marias da Malhadinha” e “Quinta do Mouro Rótulo Dourado”. Para além das colaborações e cargos que mantém, decidiu começar a fazer os seus vinhos, sempre de forma pragmática e sem floreados, mantendo um espírito prático de quem está no vinho sem demasiadas poesias ou lirismos. O sucesso do seu projecto pessoal tem sido tal, com vinhos desenhados exactamente para o que os mercados querem, que neste momento os vinhos de Luís Duarte são já os terceiros mais vendidos no Brasil entre os vinhos alentejanos. 

 

 


* Rui Falcão é um renomeado vinho Português jornalista, escritor e educador vinho. Ele também é um juiz em vários concursos internacionais de vinhos.